sábado, 2 de fevereiro de 2013

Segurança nos eventos


Promover um evento significa envolver muitas pessoas e, dependendo do porte do evento, é essencial planejar a segurança de forma a evitar ou minimizar riscos aos convidados e ao patrimônio envolvido. E por ser um dos itens mais importantes do planejamento é fundamental contratar profissionais devidamente qualificados, pois falhas na segurança podem gerar muitos transtornos.

Muitas pessoas pensam que a segurança está garantida apenas contratando um homem forte e com cara de mal, mas na verdade as coisas não funcionam assim. O que deve ser priorizado é a preparação necessária ao profissional para lidar com situações imprevistas, além de controlar a entrada, a permanência e a saída das pessoas. Seguranças bem treinados sabem como se comportar nas diversas situações de emergência, independente de instruções.

Outro detalhe que nunca deve ser desconsiderado é a quantidade de profissionais contratatos. Cada evento deve ter o número de seguranças suficientes ao porte e tipo do evento, como também em relação ao público-alvo. Em eventos de grande e médio porte é recomendável contratar a equipe de uma empresa que se responsabilizará pelo projeto de segurança. Isso proporciona a garantia de um trabalho bem feito e isenta o organizador do evento de algumas responsabilidades. 

Deve-se ter sempre em mente que seguranças de um evento não representam a polícia e não devem portar armas. A função deles é manter a ordem para o bom convívio das pessoas evitando abusos e a invasão de "penetras", bem como identificar atitudes e comportamentos suspeitos. No planejamento de eventos maiores, se for detectada a necessidade, deve-se encaminhar um ofício à Polícia Militar solicitando apoio policial. E mesmo que sejam eventos menores, é importante contar com o apoio da polícia caso no local exista um alto índice de assaltos e roubo de veículos.   

O local para a realização de um evento deve ser analisado também quanto às facilidades de acesso. Para isso deve-se proceder o levantamento da capacidade de estacionamento e das linhas de ônibus e taxis disponíveis. Quando o local tem acesso complicado, uma boa dica é anexar um mapa com indicações como chegar e os meios de transportes disponíveis, que podem ser anexados nos convites ou impressos nos materiais de divulgação do evento.

Caso seja disponibilizado o transporte, é preciso assegurar que o deslocamento dos convidados seja feito de modo confortável e seguro. Isso demanda verificar a documentação exigida por lei para circulação, assim como a habilitação e qualificação do motorista para lidar com os convidados. É essencial não esquecer de facilitar a acessibilidade aos portadores de necessidades especiais. 

Também é preciso prever se o evento irá ocasionar o aumento do fluxo de veículos. Nesse caso é necessário solicitar apoio ao Batalhão de Transito para que se possa orientar o transito. Se for utilizar manobristas é melhor celebrar um contrato com uma empresa que possua profissionais especialmente treinados, pois são os manobristas que fazem o primeiro contato antes do convidado entrar no evento. 

Incidentes envolvendo seguranças, porteiros, motoristas e manobristas são fatos que podem ocorrer durante um evento e pelos quais o gestor de eventos pode vir a responder judicialmente, se não estiver expresso em contrato a natureza específica da contratação. Além disso, caso não sejam bem preparados, podem arruinar um evento.  

Um comentário:

Milton Francisco 119.52713155 disse...

Muito bom 👏 sucesso
www.naidondweb.blogspot.com.br

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Postagens populares