quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Habilidades e competências

 

Existem habilidades e competências que são primordiais e fazem toda diferença para qualquer profissional bem sucedido, que além de proporcionar  estabilidade pode garantir sucesso nas relações interpessoais. 
 
  • Forme uma rede de relacionamentos (Networking):
 

No mundo atual formar uma rede de relacionamentos não é apenas para encontrar emprego ou clientes. Pensar em uma rede de relacionamentos é algo fascinante, isso porque oferece a chance de aprender e ter informações com as pessoas. Ter uma rede de contatos significa ampliar sua rede de informação, o que facilita muito a vida e evita perder tempo se deslocando por diversos lugares. 
 
Uma boa rede é feita através das habilidades de comunicação e outras competências, que deve incluir vizinhos, empregados do condomínio, prestadores de serviços, colegas de trabalho etc.  Não deve ser vista apenas como algo estritamente profissional e, acima de tudo, deve ser autêntica e não de tapinhas nas costas.
  
  • Saiba ouvir:
 
Existe um ditado popular muito interessante: “É impressionante, como uma pequena parte do nosso corpo, tão leve como a língua, seja tão pesada que não conseguimos mantê-la segura em nossa boca". 
 
Há  pessoas que estão sempre prontas para falar, mesmo antes de serem perguntadas de algo. No entanto, pessoas que sabem ouvir são sempre preferidas entre as demais. Quem sabe ouvir transmite credibilidade e ainda pode se beneficiar de informações antecipadas que lhes chega gratuitamente.
 
Ouvir com eficiência significa ser capaz de perceber as mensagens que nunca são ditas, mas que refletem nas posturas dos outros. Quem sabe ouvir também aprende a perceber as intenções alheias e sempre se desvia de uma fofoca propondo uma solução para um problema da empresa. 
 
  • Saiba observar:
 
Saber observar e ter noção do que está acontecendo, que por si só nos livra de uma série de problemas e ainda traz uma série de benefícios. Uma pessoa observadora sabe o que falar, como falar e a quem falar. Reconhece bem seus limites, sabe quem é quem e conhece os territórios demarcados, mesmo que sejam invisíveis. Evita  cometer gafes e mancadas, pois suas atitudes são de acordo com o ambiente e o clima organizacional. 
 
 
  

  • Exerça a liderança:

Vale ressaltar a diferença entre chefiar e liderar. Chefe é aquele que assume as responsabilidade de gerenciar um setor. Liderança é a capacidade de solucionar problemas e motivar as pessoas. É ver que outras pessoas lhe encaminham dúvidas e querem ouvir sua opinião.
 
Quem sabe exercer liderança logo obtém reconhecimento. E mesmo que não ocupe um cargo de chefia, pode exercer liderança. Liderar não é mandar nas pessoas. Liderar é fazer as coisas acontecerem. É ajudar outros a resolverem suas atividades. É contribuir para que uma empresa ou comunidade tenha resultados melhores através do desempenho das pessoas. 

  • Aprenda a escrever e a se expressar:
 
É lamentável quando se lê documentos, relatórios e circulares na empresa, muitas vezes redigido por coordenadores, supervisores e até diretores, com erros de ortografia, acentuação, pontuação etc. Alguns conseguem desenvolver essa habilidade, outros nem tanto.
 
Muitas vezes as pessoas escrevem, mas não têm a menor noção do que estão transmitindo e não pedem ajuda. O meio mais prático para evitar erros é evitar palavras que não domina. Outros recursos são a leitura de livros, revistas, jornais, legendas e assim melhorar seu vocabulário além de estudar um pouco de gramática, concordância etc.
 
Outra solução é dispensar pelo menos 10 minutos do seu tempo escrevendo, fazendo a cópia de um texto e assim melhorar sua escrita. Isso também ajuda ainda a fixar um bom vocabulário. Leia jornais e revistas. Quem lê diversos artigos sempre está bem informado de assuntos diversos e não se prende a um assunto específico.
 
  • Pesquise:
 
Quando se pesquisa sobre um assunto, se torna mais apto para falar ou empregá-lo em qualquer discurso ou projeto. Busque informações, fatos, provas, idéias ou confirmações. Isso permite se beneficiar na tomada de decisões e na credibilidade que se passa aos demais, quando sempre está calçado pelas melhores informações.  Quanto mais informação acumula, mais competência terá para se manter interessante em uma roda de conversas.
 
 


  • Desenvolva a capacidade para lidar com pessoas difíceis:


Apesar de ser necessário cordialidade com todas as pessoas, seria ilusão pensar que todas as pessoas serão legais, que reconhecerão esforços, farão elogios e irão cooperar em alguma coisa. Ao mesmo tempo, manter-se de prontidão para a guerra consome muita energia e causa ansiedade e estresse.

O melhor é ser realista e aceitar que existem pessoas de difícil convivência, que sempre tem uma brincadeira ou um comentário maldoso, que falam pelas costas ou pela frente injustamente, por prazer ou por interesses desconhecidos ou não. A melhor maneira de desarmar essas pessoas difíceis é realmente deixar claro que você não entrará em conflito.

Quando um não quer, dois não brigam. Muitos métodos podem ser utilizados, desde a conversa franca reservada, um olhar sem responder, ignorar ou isolar. Não permita que essas pessoas tenham poder sobre seu humor, sobre sua autoestima. 
 

Principalmente se temos um desafeto em algum ambiente ou uma pessoa de difícil convivência, a melhor coisa a fazer é conquistar as demais pessoas com sua capacidade, simpatia e jamais mencionar a pessoa difícil. Desta forma, quando ela for fazer suas maldades, será questionada e reprovada. 

  • Desenvolva habilidade política:


Semelhante à capacidade de lidar com pessoas difíceis e agir de forma politica é ter a capacidade de lidar com o coletivo, desviando-se de intrigas e atritos, relacionado-se bem com todos. É saber transmitir mensagens, mesmo as mais difíceis, sem colecionar inimigos. É explicar as situações e propor alternativas, sempre pensando no interesse coletivo e também na sua auto-promoção de forma sadia. 

 

 
  • Aprenda a decidir:
 
A todo tempo estamos tomando decisões, contudo temos de estar cientes que todas elas causam algum impacto nos resultados que esperamos ou nas pessoas com as quais convivemos. Algumas decisões podem ser tomadas de imediato, mas na maioria das vezes é necessário pensar antes.
 
Mesmo que já tenha suas ideias é muito produtivo ouvir opiniões, pesquisar, procurar dados, analisar fatos antes de agir e decidir. Quando decidimos devemos ter convicção de que é a melhor decisão. Por isso sempre avalie, reavalie e se for preciso recue. Reparar um erro com humildade é bem melhor do que não ter feito nada.  
 
  • Desenvolva a habilidade de falar em Público:

Algumas pessoas tem a habilidade de falar em público com desenvoltura. Outras julgam não ter ou não a têm de fato. Falar claramente, de forma convincente e envolvente não é algo difícil, mas é necessário observar algumas dicas.
 
Uma delas é não falar rápido demais; outra é ter em mente que o medo é natural a todos. A grande diferença é saber o que fazer com o medo. Quando se tem novas ideias, muitas vezes um pequeno erro nem é notado. Antes de entrar no assunto que é o seu objetivo, fale de coisas mais amenas, com as quais esteja familiarizado.
 
Se você está com receio de iniciar, comece fazendo perguntas e assim poderá quebrar a tensão. Dessa forma você relaxa e ao mesmo tempo demonstra sua preocupação com uma boa oratória, reconhece não ser um expert no assunto e ganha credibilidade ao abordar o assunto desta forma. 
 
  •  Tenha espirito de servir:

Tenha espírito voluntário, faça as coisas com boa vontade, não se esconda das tarefas, ajude um colega de serviço em suas tarefas, ajude alguém a resolver problemas, nunca use a frase “faço minha parte”. Pode parecer tolice, mas não é. Você ganha um aliado e com o passar do tempo seus superiores notarão seu empenho. Eles verão que você faz as coisas acontecerem.

Nunca considere que, com essa atitude de servir e de buscar solução dos problemas, os colegas e lideres possam estar explorando sua boa vontade. E mesmo que isso aconteça, trabalhe com motivação.
 
O fato é que quem resolve problemas acaba assumindo cargos em que essa habilidade é necessária. Aqueles que se omitem, perdem boas oportunidades. É fácil notar essas pessoas que se interessam em atender bem aos clientes e dar bom andamento no trabalho. Logo elas estão em cargos mais elevados. Mas não exagere no espírito de servir.
 
 

 

  • Tenha auto Crítica
 
Avalie-se. Encontre um tempo para pensar se suas atitudes são cordiais, dinâmicas e proativas. Analise  se você pode ser vista como uma pessoa capaz, competente e bem aceita em seu meio.
 
  • Tenha autodisciplina
 
Sempre é muito fácil dar início às coisas; o mais difícil é dar continuidade. Temos uma tendência natural a perder o foco das coisas e ou desviarmos atenção para coisas mais interessantes ou novas. Quando nos propomos a realizar algo e nos dispusemos a seguir com disciplina, a chance de tocarmos e concluirmos os projetos são mais elevadas.  
 
  • Relaxe  
 
No mundo atual o stress é natural. A modernidade e a atualização anda a passos largos e é necessário acompanhar a evolução. Seria muito simples aconselhar: se desliga, deixe no trabalho os problemas da empresa.
 
Quem nunca se pegou conversando sobre trabalho e problemas profissionais com amigos, parceiros, vizinhos etc. Mas existe uma receita mais simples e que funciona. Não se trata de se desligar, mas fazer coisas que você goste.
 
Alguns minutos de bate papo com amigos,  fazer uma caminhada, ir ao cinema, namorar etc. Ainda que não possa fazer isso todos os dias, pequenos momentos felizes podem e devem ser obtidos em doses menores, muitas vezes ao dia. Isso tem um efeito relaxante.

  • Descomplique
 
Viva a vida de forma simples e descomplicada. Não se sobrecarregue de tarefas desnecessárias, não se preocupe com problemas que não existem ainda, não leve a vida tão a sério. Ria das situações complicadas, alegre-se com as pequenas conquistas e comemore todos os sucessos... 


 

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Postagens populares